quinta-feira, 15 de agosto de 2013

re-cor-te-s

Eu não importo com os demônios que querem colocar em mim. Um evangélico que não exorciza seus próprios demônios deveria ir para o inferno primeiro para tirar a trave do irmão. Meu chacra vermelho vibra por vingança. Agora meu chacra azul foi totalmente impurificado. Sou escarlate.

Com toda a dor do mundo que poderia sentir um vermelho em batidas de sangue. Meu criador, por causa de um sêmen, você me renegou quando eu nasci. Então, eu renego você eternamente. Meu pai te amarei para sempre. E vamos reprogramar esse jogo dos deuses.

"Então eu coloco minha fé em algo desconhecido. Estou vivendo à base de sussurros doces e vazios. Mas estou cansada de esperar sem nada para me apegar. Estou vivendo à base de sussurros doces e vazios."

"Deitada em minha cama novamente e eu choro porque você não está aqui. Chorando em minha mente novamente e eu sei que não está claro."

"Nas profundezas do meu sono, meus olhos tremem quando fechados. O deus dos sonhos sorri elegantemente e questiona a morte, enquanto as cadeias da causalidade controlando o espaço e tempo começam a se emaranhar. É um programa de fantasia dado pelos deuses."

"A vida é um jogo, que é uma sobrevivência, isso mesmo! Como começar? Tempo e Espaço, e uma encruzilhada através de um portão! Aonde você vai? Comece! Vamos marcar para trás todas as dores e vamos nascer novamente. Eu quero ver as estrelas com você sem um milagre. Isso não é um beco sem saída."








Nenhum comentário:

Postar um comentário