quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

A Chave para a Porta



Na mão de D’eus senti
os motivos que me levam
são os mesmos que me trazem
aqui e agora, presentes.

Poder da criação, essência.
Ser quem somos, existência.
Fazer história, imanência.
Ir bem além, transcendência.

Temos tão poucas respostas
para infinitas perguntas.
Graça sua casa, Senhor.

Todos caminhos do mundo
são apenas um, chamado
assim: Vida, Luz e Amor.



quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

…Loading…

So I work at staying patient.
Good things come to those that wait
or so they say...
(Garbage – Empty)

Primeiramente, ele me mandou um texto tão ruim, tão frases do melhor senso comum de autoajuda, que duvido dessa improvável autoria de Shakespeare, provavelmente, revirando-se no túmulo inglês. Sem checar, continuo com fé nas palavras do dramaturgo, inscritas na lápide,
"Maldito será aquele que mover meus ossos".

O que ele esperava de mim com “Skakespeare dizia”? “Eu sempre me sinto feliz, sabe porque?” Por quêêê? “Porque eu não espero nada de ninguém, expectativas sempre machucam... a vida é curta, então ame sua vida, seja feliz...” Sem chance, li tudo aquilo até o final para respondê-lo: “Eu também não espero nada, ao contrário de você, ajo, faço. Costumo não ter paciência, sabe”. Isso foi no Natal.  

Na véspera do Ano Novo, me veio com Drummond, o que eu poderia esperar? “Para você, desejo o sonho realizado. O amor esperado. (...)” Ignorei com gratidão para 10 dias depois receber, ontem, dessa vez, um vídeo com palavras de ordem de quase 3 minutos que se vi 10 segundos foi muito, afinal, com algumas letras garrafais, “Não espere a MÁGOA para pedir PERDÃO... Não espere a SEPARAÇÃO para buscar RECONCILIAÇÃO... Não espere ouvir EU TE AMO para dizer EU TAMBÉM...”.  

É tão irônico, tão absurdo. Ele quis assim desde o início, mesmo eu esperando, me esforçando, me desesperando para o contrário. 2 anos depois do fim, depois de tantas mulheres, ainda espera por mim. Sem esperança. Não sou Paul McCartney para apreciar esse tipo de inseto em algum show em Goiânia.    

Viver isto, novamente, me dá ansiedade... Logo, cale logo minha boca na sua, por favor.


 

Bella

Investimento de 1 hora e meia por dia na academia, 6 vezes por semana. Fit, saudável, integral, light, zero açúcar, zero gordura, zero caloria - o sabor da rotina. Pecados duplamente bons, bombons, de chocolate meio amargo, não mais que 100 g, a cada 15 dias. Limpeza de pele, peeling, massagem redutora, estimulação russa, manicure, escova, tintura, formol, digo, alisamento, depilação, sessão de bronzeamento: agendados. Gastou o preço de quase um carro popular para corte, preenchimento e costura, de última geração. Silicone básico: de peitos normais para tarja preta. Ah, umas costelas a menos e botox na boca e nas linhas de expressão típicas de quem está quase chegando nos 30.
Olhava-se no espelho, para variar, poses clichês, peitos para fora, barriga encolhida, duck face, make drag queen aprendida no up curso de automaquiagem da Mary Kay. Depois do filtro básico e uns pequenos ajustes de edição, a modelo postava as selfies no Insta: algumas centenas de curtidas, sem ganhar um centavo. "Caralho, como sou gostosa, dezenas de crushes, aumento de 3% no número de seguidores esta semana, muito amor envolvido. Hashtag lacração. Hashtag berro": o silencioso ruído de mais uma mente sem noção, mais um corpo sem espírito e mais nada - um saco, descartável.

"Opinião própria, inteligência, sensibilidade, autonomia financeira, bom gosto, bons modos, bom caráter é tudo o que mais admiro em uma mulher, muito mais que estética": confessava o amado namorado de Bella ao psicólogo. Ele morria de ansiedade por suportar viver o enfadonho romance há um mês, mero lance físico, que já não era mais interessante nem a foda.

9 de janeiro, às 8:02





Mari, um dia vc vai sair comigo


Mari lê a mensagem, instantaneamente, dois traços azuis: fica claro para o interlocutor que ela visualizou. Ela interpreta: "sujeito prepotente, só porque tá na TV, vai quebrar a cara, agora que eu não vou mesmo dar chance para ele sair comigo, prefiro o filme do Pelé". Apaga número, apaga conversa sem sinal de futuro ou pontuações interessantes. Na friendzone, o soldado agonizava, se perguntando: pq deu ruim

10 de janeiro, às 1:03

Inspiração do dia: Por que usar ponto final em mensagens de texto é mal visto?

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Na Rede se Pesca Cardumes


Sereias cantam a sua tragédia,
Guerreiras lutam vencida Guerra,
Fria e quente, não há trégua
Seja o que flor, florescerá...


No fim, não há volta mesmo.
Morte às vidas passadas.
Nada precisamos, tudo temos
Nós que somos missões renascidas...

Queremos? Destrua, se puder, o mundo.
Silêncio de misses mísseis passam,
Ruído roído, doído, moído
Doido nos benefícios de dá dó que ficam...

Crianças e suas poses de adulto,
Meros dados, brincam sem diversão,
Perder-se é o vício no falso mito
Ser ou não ser: eis a questão!

Se diz que vai, então vá
Voe logo, porque meu tempo está acabando...
Meninas, meninas, meninas vã
Joguei novelo para ratos até chegar o quando...

Quem tem olhos, uma vesga!
A boca com fome come, pragueja
Até dizer: Chega!
Mas se não cheguei, que seja.

Desconfia qual seja minha verdadeira face?
Disfarce, fingimentos não vão me revelar.
Fie o que foi dito, acredite, edite, desfaça.
Desfie o desafio, linhas dão nó na garganta
A gargantilha para quem tem pressa de se amarrar.

A liberdade é escola de outra natureza.
Quem colheu amor? Aquele que escolheu amar.
Se sou eu, chame o nome que você criou para mim, poeta.
Eterno enquanto sempre
Poesia

>> Sugestão musical: Lulu Santos - Aquilo
https://www.youtube.com/watch?v=LSpAFDLChrw