sexta-feira, 21 de julho de 2017

Professional Griefers II (Um texto sangrento para tantos patos e seus tofus de sangue)


Sugestão de música: deadmau5 ft. Gerard Way - Professional Griefers
https://www.youtube.com/watch?v=Hr2Bc5qMhE4 

Luz, câmera e visibilidade para indivíduos invisíveis nas massas esperando pela fama para emoção das multidões. Perverso e mórbido como um cigarro na boca de um modelo sexy, a vitória anunciada por todos e para todos desejarem é um clichê previsível.

“Eu gosto do som das peças destruídas.
Eu gosto das luzes que apontam para onde ela senta. 
Nós temos máquinas, mas as crianças têm Jesus."

Objetos... Subjetividades... Objetificados... Objetivos...

“Deus não pode ouvi-lo, eles lutarão contra você.
Assista-os construir um amigo como você.
Ressaca matutina, X, Y, Z."

Acredito que milhares se matam para ter a beleza de corpos com Photoshop, numa vida zero açúcar com injeções estéticas, proteínas sintéticas, puxar peso, açougue, inserção de derivados do petróleo, costuras no corpo com linhas de última geração provenientes da lã de ovelhas, ser malhado em rede...

"Nós gostamos de dançar, mas a morte vem mais rápido.
Aumente a batida e um explosivo código de barras.
Nós queremos o dinheiro ou os remédios que você procura."

Acredito que milhares se matam para ter milhões na conta em guerras e mercados revolucionários para manter milhares de outros seres humanos conformados numa prisão miserável desejável porque é melhor se comparado com outros ainda mais miseráveis...

“Aumente o controle para o mestre da mixtape.
Autocorreção, dissecação em massa.
Fanboys de Xbox em detenção."

Acredito que milhares se matam para ter a salvação prometida pela Santa Igreja Católica & Cia, legítimas instituições para neuroses, esquizofrenias, paranoias e infernos em vida para todos, incluídos e excluídos, para assim o abuso de psicopatas santificados por uma cartilha literária escrita somente por homens possam submeter os fiéis numa crença sadomasoquista como forma do mais puro amor.

“Autoinfração, destruição em massa.
Programado para a função final.
Rei dos Ratos de Laboratório, equipe de resgate.
Salve-me da próxima linha..."

Diante a tantos cenários estatísticos, é com uma estaca no peito que acredito, de forma estática, no inacreditável.

“Dê-me o som para ver...
Outro mundo lá fora que está cheio de
todas as coisas destruídas que eu fiz."

É impossível gente como eu simplesmente vencer na vida. Porque, se a vitória é esgotar todo o tempo no planeta para escalar com o máximo de sucesso programado nas fases consumíveis de um jogo individual que desmonte o competidor até zerá-lo, desejo a derrota com toda paixão e intensidade de espírito.

“Dê-me apenas uma vida para implorar...
Outro mundo lá fora que está cheio de
todas as coisas terríveis que eu fiz."

Mas com dinheiro, tudo se compra... E quando você chegar aos ideais de perfeição inventados antes do seu nascimento: BOA SORTE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário